terça-feira, 7 de julho de 2009

Fispal 2009

Olá a todos novamente!

Nota-se que fiquei ausente por algum tempo e confesso que não foi apenas por excesso de trabalho. Ainda não me acostumei com a idéia de um blog, no qual devo realizar algum tipo de comentário ao menos uma vez por semana.....Eu vou me adaptar!!!!!

Muitas coisas aconteceram nessas semanas que estive ausente, sendo que novamente dividirei uma delas com vocês.

Todos os interessados por gastronomia já ouviram falar ou ao menos uma vez visitaram a Fispal. Lembro da primeira vez em que visitei a Fispal e o quanto fiquei encantado com a estrutura e todos aqueles profissionais se apresentando nos seus respectivos stands (antigamente era assim).
Eu estava iniciando minhas experiências malucas em confeitaria e imaginei o quanto devia ser gratificante apresentar-se para uma infinidade de pessoas (profissionais, amadores, donas de casa, curiosos, perdidos...).
Daquele momento em diante, disse para mim mesmo que um dia estaria ali, no meu cantinho, dividindo meu conhecimento com todas aquelas pessoas.

Anos se passaram e apesar da idéia ainda prevalecer, o momento não chegava...Paciência, dedicação e perseverança Diego....

Foi com a Harald que realizei minha primeira apresentação em uma feira gastronômica na cidade de Santo Angelo, RS. Confesso que a vontade de dividir com o "mundo" aquilo que mais amo, me deixou extremamente ansioso uma semana antes do evento (quem me conhece sabe que quase não sou ansioso (rs).

A primeira experiência foi fantástica, porém confesso que me assustei um pouco com as inúmeras reações das pessoas. Outras feiras foram surgindo ao longo dos anos e a experiência e jogo de cintura, para lidar com as situações mais INUSITADAS que eu podia imaginar, também aumentaram.

É engraçada a forma como as pessoas se portam em feiras. Tem aquele que só olha, aquele que quer comer tudo (até seu dedo se bobear!!!), aquele que quer aprender todas as técnicas possíveis em cinco minutos, aquele que chora quando encontra o “ídolo” dele ao vivo, aquele que te agarra e tira fotos de todos os ângulos possíveis, aquele que te xinga por falta degustação, aquele que não faz a menor idéia de quem você seja (nunca viu mais gordo), aquele que pergunta para você onde fica o stand de armas nucleares (completamente perdido) e quando você informa que ele está na feira errada, um simples doce já faz com que ele pense em montar uma confeitaria, e assim vai.... Por incrível e mais louco que pareça, eu AMO esse caos (des) controlado. É algo apaixonante, mesmo sendo extremamente estressante algumas vezes.

Minha primeira Fispal (2008), não diferiu em nada das demais feiras que fiz. Lembro que logo que abrimos o stand (Chocolate World), os meus amigos belgas ainda estavam organizando o stand, logo, tudo se encontrava fora do seu respectivo lugar. Um amigo (Gilson) chegou a mim e disse: “Diego, as pessoas estão achando que é tudo de graça, pois escolhem os moldes e não pagam por eles”. Só fui me dar conta da veracidade da informação, quando saí correndo atrás de quatro senhoras (as quais se passariam muito bem por minha avó, que Deus a tenha), que mal conseguiam andar por tantas formas que elas carregavam em suas “frágeis” mãos.
Confesso que fiquei impressionado com a força daquelas senhoras e a capacidade de persuasão delas, que quase me fizeram crer que realmente as formas eram brinde da empresa. Meu Deus......fantástico!!!!

Brindes a parte, eu e meu amigo Vergot (O Sr. do Bigode) iniciamos as apresentações de pralinés. Engraçado como em certos momentos eu tinha quase que 100% de certeza que alguns dos visitantes não haviam almoçado antes de chegarem a feira. Os bombons decorados tornavam-se bombons prensados quando colocados sobre a vitrine.....
Minha incerteza tornou-se certeza absoluta no momento em que terminei uma escultura em chocolate e segundos após expô-la aos visitantes, uma pessoa decidiu “degustar” um pedaço da peça central, fazendo com que ela viesse abaixo. Interessante é que apesar de vê-la quebrando, não consegui achar, sequer, um pedacinho de chocolate.

Dentre outros acontecimentos, assim foi a Fispal 2008.

Mais feiras em 2009 e chega-se o tão esperado momento Fispal!!! Diferentemente do ano anterior, ao início da feira o stand já estava completamente organizado, fazendo com que as pessoas formassem até fila para pagamento (e que fila!!!). As senhoras também não deram o ar da graça e ninguém comeu minha escultura.
Com exceção das “senhorinhas” da limpeza (funcionárias contratadas pela gerência do evento) que após me verem conversando com meus companheiros Belgas, imaginaram que eu também fosse um estrangeiro e todas as horas que passavam ao meu lado, soltavam frases maravilhosas como: “Gostoso”, “delícia” e outras mais bem elaboradas que não vale a pena descrever aqui.
Último dia de feira e eu estava lá, esperando algo diferente acontecer.
Enquanto eu decorava um praliné, uma senhora perguntou se podia degustar um bombom naquele exato momento. Pedi para que ela aguardasse, pois ao final da decoração, todos poderiam degustar. Ela não aceitou muito bem a idéia de ter que aguardar e ficou se queixando da falta de degustação naquele stand.
Minutos depois ela desapareceu. Foi quando pensei comigo em guardar um praliné para o caso dela retornar, não achar que fosse algo contra ela.
De repente, uma mão entra na minha frente, destruindo todas as decorações que eu havia feito e levando alguns bombons (prensados) diretamente para a boca de quem??? Sim, ela voltou com força total e decidiu que seria melhor degustar vários bombons de uma vez. Não bastasse o ato, ela parou próxima ao stand e sugeriu (não tão educadamente) que eu fizesse várias coisas com aqueles bombons que eu não queria dar pra ninguém!!!!!!!!!!!

Uma pena que não deu tempo de perguntar se ela havia ao menos gostado dos bombons.....

Assim foi a Fispal 2009. Tranqüila, fechada a chave de ouro.

Esses são relatos de alguns acontecimentos de feiras alimentícias, porém na maior parte do tempo, eu encontro pessoas maravilhosas, conhecidas ou não, que realmente fazem tudo valer a pena e te enchem de alegria!!!
E independente da situação, seja ela boa ou “estranha” EU AMO MUITO TUDO ISSO!

Obrigado a todos os que estiveram presente!!!

Viva a confeitaria BRASILEIRA.

2 comentários:

Nanda disse...

Nossa..nunca imaginei que pudesse acontecer tanta coisa maluca em 4 dias de feira,caramba!
Mas sabe,que mesmo assim,vou continuar sonhando..afinal,de que valeria a vida se não fossem os sonhos?
Sucesso merecido garoto!
Parabéns!

maurodelucca disse...

Valeu pelo sucesso PASTELEIRO !!!!
rs ...
É isso aí, Lindo, Tesão, Bonito e Gostosão ...
Mas as senhoras só se esqueçeram de mencionar uma coisa ......
Caramba, mas q baita talento este rapaz tem !
Então elas se esqueçeram de falar: COMPETENTE !
Muito Sucesso para vc !
Paz e Luz SEMPRE !
Bjs iluminados em seu coração !
Seu fã de ontem, hj e sempre,
Mauro De Lucca.